Sua clínica deveria usar segmentação de mercado?

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma campanha de marketing não pode ser iniciada sem um profundo conhecimento sobre o público-alvo. É por isso que os profissionais da área têm a segmentação de mercado como uma das práticas fundamentais para a criação de uma estratégia. Tudo parte da tradicional pesquisa de mercado, e, através dela, identificamos quais são os potenciais consumidores de uma organização.

Surpreendentemente, a prática se estende aos pacientes de uma clínica médica. Quer saber mais sobre o que é essa tal segmentação de mercado e como ela pode beneficiar a sua clínica? A gente explica!

segmentação de mercado

O que é segmentação de mercado?

Clientes podem ser pessoas ou organizações, externas ou internas à organização e que são atingidas ou impactadas pelos seus produtos e serviços. Dessa forma, não devemos entender o cliente como um indivíduo que apenas compra nossos serviços e/ou produtos.

Usualmente, a segmentação de mercado é feita de 2 maneiras:

  1. Por meio da identificação de características semelhantes (tais como características econômicas, demográficas ou geográficas) em grupos de potenciais consumidores, independentemente do que é oferecido pela organização;
  2. Por meio de reações similares de cada grupo diante de um produto ou serviço.

É importante salientar que cada segmento deve estar acessível aos departamentos envolvidos em campanhas estratégicas de marketing, ser mensurável (através da obtenção de dados estatísticos), distinto dos demais e estável, para minimizar os custos de uma  realização constante de novos estudos.

Quais são os tipos de segmentação de mercado existentes?

Públicos internos e externos

A primeira e mais básica segmentação de públicos é a divisão entre internos e externos:

  • Públicos internos, mais conhecidos como colaboradores, recebem serviços e produtos dentro das organizações;
  • Já os públicos externos são os consumidores em geral ou os agentes que não estão dentro da organização, tais como clientes, leads, organizações governamentais e não governamentais, dentre outros. Aos públicos externos que consomem os serviços de uma organização damos o nome de “público-alvo”.

Públicos de maior potencial

Os públicos de maior potencial (ou CMP) compram de uma determinada organização esporadicamente — ou não —, mas optam pelas ofertas dos concorrentes com frequência. Essas pessoas precisam ser conquistadas através de políticas de relacionamento e campanhas especiais.

Públicos de maior valor

Já os públicos de maior valor (ou CMV) apresentam um alto ticket médio de compras e demandam maior quantidade ou frequência de produtos e serviços. Por isso, eles merecem um tratamento diferenciado, que tenha como objetivo a fidelização.

Esses consumidores também podem ser usados como referência para o lançamento de novos produtos, pesquisa de clientes ou de novos mercados — o que pode diminuir o esforço da equipe de vendas.

É crucial que esses clientes sejam estudados profundamente. Invista em um programa de armazenamento de dados e em e-mail marketing especialmente dedicados à eles.

Públicos de valor estratégico

Os públicos de valor estratégico (ou CVE) têm um valor alto, agregam valor à marca e também podem ser utilizados em pesquisas para novos mercados ou conquista de novos clientes.

Públicos “below zero”

Os públicos “below zero”, por outro lado, não têm bons resultados e não oferecem perspectiva de melhorias. Esses consumidores não devem ser eliminados em estratégias de marketing, mas não precisam e nem devem receber tratamento especial. Eles têm problemas de pagamento, pedem descontos inviáveis e compram pouco.

Por que utilizar a segmentação de mercado em uma clínica médica?

Quando tentamos atingir diversos públicos, acabamos por não alcançar pessoa alguma. Isso se deve à importância do foco nas ações de marketing: ele é que direcionará a linguagem a ser utilizada, os meios a serem empregados e quais formas de abordagem são mais adequadas para cada perfil de consumidor.

Assim, fica muito mais fácil se colocar no lugar do paciente no momento de desenvolver seus produtos e serviços! Para isso, é necessário ter um olhar constante sobre o mercado de sua clínica, observando de que forma as suas ofertas são recebidas. Haja comunicação!

Gostou de nossas dicas? Aprenda aqui como criar um planejamento estratégico em marketing para a área da saúde, obedecendo os princípios da ética e abrindo espaço para a criatividade! Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre a segmentação de mercado na área médica, comente aqui e compartilhe suas experiências com a gente!